Balão Intragástrico

O que é Balão Intragástrico? É um balão de silicone, preenchido com soro e azul de metileno de 400 a 700ml, ocupando aproximadamente a metade do volume funcional do estômago. ​

Para quem é indicado o Balão Intragástrico?
O balão é ideal para pessoas que querem emagrecer de forma segura e saudável. ​

SUAS PRINCIPAIS INDICAÇÕES:
- para pacientes com IMC a partir de 27;
- para aqueles que não conseguem ou têm grande dificuldade de eliminar excesso de peso, já havendo tentado outros métodos de emagrecimento;
- para aqueles que não se adaptaram às fórmulas de emagrecimento;
- para aquelas que ganharam peso após gravidez, não conseguindo eliminá-lo;
- para aqueles que ganharam peso numa determinada fase da vida, mas que querem retomar hábitos saudáveis de alimentação;
- para aqueles que não querem submeter-se a procedimentos cirúrgicos para perda de peso.
Obs.: a indicação de qualquer tratamento de saúde só pode ser realizada por um médico. O tratamento torna-se uma opção segura e eficaz ao combate do excesso de peso, ajudando a manter uma vida saudável, sem afastar-se das atividades do dia a dia. ​

Como é feita a colocação do Balão Intragástrico?
É colocado por endoscopia, permanecendo no estômago do paciente por um período de 6 meses, para proporcionar uma sensação de saciedade precoce, resultando em menor ingestão de alimentos e auxiliando na reeducação alimentar e nas mudanças dos hábitos de vida.


Quais são os resultados esperados para quem colocou o Balão Intragástrico? Existem efeitos colaterais?
A colocação do Balão Intragástrico é eficiente para a perda e manutenção de peso, já que, ocupando um espaço no estômago, provoca uma sensação de saciedade precoce. Assim, a pessoa come bem menos e se sente satisfeita mais rapidamente. Nunca houveram casos em que o balão tenha se rompido dentro do estômago de um paciente. Após a colocação do Balão Intragástrico, em alguns casos pode-se sentir o balão no estômago, mas depois de um curto período de tempo o paciente acostuma-se com a sensação, não tendo mais desconforto. ​

Quais são os cuidados necessários para quem colocou Balão Intragástrico?
É necessário que haja um acompanhamento multidisciplinar do paciente que passou pela colocação de Balão Intragástrico. A equipe médica é que determinará a frequência desse acompanhamento. Além disso, é necessário controlar a acidez do estômago durante o tratamento, com medicação específica indicada pelo médico que acompanha o tratamento. ​

Registro ANVISA: 80143600069

PARCELAMOS EM ATE 36X

Banda Gástrica Ajustável - Clique para expandir

Como funciona:​​

É um método de combate à obesidade que consiste na colocação de uma prótese de silicone em forma de anel em volta da porção proximal (de cima) do estômago, de modo a provocar uma segmentação gástrica e criar um reservatório gástrico de pequeno volume, com cerca de 20 a 30 ml. A ingestão de alimentos preenche rapidamente este reservatório do estômago provocando uma sensação de saciedade precocemente. O grau de estreitamento do estômago pode ser ajustável (regulado) no pós-operatório com a injeção de soro fisiológico através de uma pequena punção no reservatório da banda localizado embaixo da pele do paciente. Assim, o estreitamento do estômago pode ser ampliado ou reduzido, conforme a quantidade de alimentos que o paciente deva ingerir. ​

Os receptores que traduzem para o cérebro a mensagem de saciedade se encontram na parte superior do estômago. Desta forma, o paciente terá o apetite diminuído e ficará satisfeito com quantidades menores o que levará à redução da obesidade. ​

O paciente deve mastigar com o intuito de triturar o alimento e comer lentamente, ingerindo pequenas porções de cada vez. Assim promoverá um estímulo constante ao paladar e uma sensação de saciedade mais precoce. Conseqüentemente haverá uma redução do volume diário ingerido, levando a uma diminuição do aporte calórico diário e a perda de peso. ​

Vale ressaltar que a cirurgia de Banda Gástrica visa estabelecer um padrão alimentar que permita uma ingesta de pequena quantidade de alimentos sólidos, promovendo a sensação de saciedade precoce. A capacidade para ingerir alimentos líquidos e líquido-pastosos não sofrem nenhum obstáculo à sua passagem. Portanto se não houver uma colaboração do paciente no sentido de evitar alimentos líquidos e pastosos de alto valor calórico, a perda de peso ficará comprometida. ​

Ajustes da Banda Gástrica:
Durante a cirurgia, a banda gástrica é colocada ao redor da porção superior do estômago, porém é mantida desinflada por pelo menos trinta dias para que o processo de cicatrização ajude a fixar a banda no local. Após este período, ela passa a ser inflada, ajustando-se o tamanho do novo reservatório gástrico e sua velocidade de esvaziamento. ​

O procedimento é feito através de uma punção, sendo praticamente indolor, e realizado no próprio consultório ou eventualmente na sala de Raio X. Com o passar dos meses, a banda vai sendo reajustada de acordo com a capacidade alimentar (quantidade de alimento necessária para induzir a saciedade), e a quantidade de peso perdido. ​

Observações:
Vale lembrar que a banda com o tubo e a válvula de ajuste são partes de uma prótese composta de silicone e titânio, materiais amplamente utilizados no arsenal médico e que são programados para durarem por toda a vida, já sendo utilizados em cirurgia da obesidade na Europa há mais de 15 anos, mas que ao longo de toda uma vida podem apresentar desgastes. Nesta situação, caso venha a proporcionar ganho de peso, a banda pode ser substituída através de um novo procedimento laparoscópico.

PARCELAMOS EM ATE 36X






CENTRAL DE CONSULTA:

(21) 2466-0756

Copyright © Completa Saúde - Todos os direitos reservados. www.vmotors.com.br